EcoCentro IPEC | Instituto de Permacultura e Ecovilas do Cerrado

Equipe

  • -

    André Soares

    André é construtor natural, permacultor, designer e educador. Fundou o Instituto de Permacultura em Queensland na Austrália e em 1997 retornou ao Brasil para trabalhar no programa da ONU para o desenvolvimento sustentável. Sendo coordenador nacional do programa, André Soares capacitou mais de 2000 designers pelo Brasil, tendo grande influência no desenvolvimento da Permacultura Brasileira. Em julho de 1998 foi co-fundador do Ecocentro IPEC que é hoje o maior centro de referência em sustentabilidade da América Latina. Atualmente André Soares tem como objetivo aumentar o número de parcerias do Ecocentro IPEC e capacitar as empresas brasileiras com o desenvolvimento sustentável, fazendo com que estas preocupem mais com o impacto de suas atividades no meio ambiente e ao mesmo tempo implante tecnologias sociais em seus sistemas operacionais. Considerado uma das 50 pessoas mais influentes do meio-ambiente no Brasil, André Soares desenvolveu diversos projetos e empreendimentos no terceiro setor como líder na Fundação Avina. O design da Ecovila Santa Branca é um dos recentes resultados de André Soares.

  • -

    Lucy Legan

    Lucy Legan nasceu em Adelaide, Austrália. Sendo pedagoga, permacultora e especialista em jardinagem, Lucy sempre trabalhou nas áreas de educação e permacultura. Lucy Legan viajou pelo mundo, trabalhando e desenvolvendo projetos para a educação e o desenvolvimento sustentável. No Brasil Lucy foi co-fundadora do Ecocentro IPEC, o maior centro de referência em sustentabilidadel da América Latina, onde trabalha e vive até hoje. Ao escrever o livro Escola Sustentável, Lucy mostrou de maneira prática e objetiva como é possível envolver educadores e as crianças para uma nova conscientização ambiental, onde o desenvolvimento sustentável nas escolas passa de um sonho para realidade. Ela também escreveu os livros Criando Habitats na Sua Escola Sustentável, Soluções Sustentáveis e O Pequeno Livro de Sementes.

  • -

    Laila Soares

    Laila Soares, estudante das medicinas naturais cresceu no meio da Permacultura aprendendo logo cedo como viver de uma forma sustentável. Ela nasceu na Australia e aos 6 anos de idade se mudou para o Ecocentro junto com os pais.  Aos 17 anos  Laila foi selecionada pelo conselho Britânico para representar os jovens do Brasil no encontro internacional de ministros do meio ambiente em Kobe, Japão. Agora aos 22 anos de idade ela trabalha na gestão do Ecocentro IPEC  a distância, enquanto estuda na Austrália. Laila é filha de André e Lucia.

  • -

    Pablo Barrantes

    Pablo Barruntes – Permacultor Bioconstrutor

    Pablo Trivelato Barrantes , brasileiro e costariquenho , permacultor, construtor natural, e produtor orgânico. Teve o seu primeiro encontro com a permacultura em 2008 e em 2010 se dedicou ao estudo e prática de permacultura em um ambiente urbano na costa rica . Em 2012 viajou ao Ecocentro IPEC pra aprofundar na permacultura e desempenhou vários funções desde voluntário até coordenador de operações.
    Como parte das equipe do Ecocentro IPEC participou do Boom Festival 2014 e 2016 na área de sustentabilidade e construção natural.
    Em 2015 atuou como coordenador de sustentabilidade e operacional do Organika Festival, e participou também do Existdance Festival na área de construção.
    Pablo orienta oficinas e projetos de bioconstrução, agrofloresta e sustentabilidade na Costa Rica , Brasil , e em Portugal.
    É parceiro do projeto agroecologico Terra de São Francisco, dedicado a produção orgânica de hortaliças , agrofloresta, e recuperação do cerrado, em Planaltina, DF.

  • -

    Tiago Ruprecht

    Nascido em Santos (79), SP, possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (2004), Bioconstrução e Permacultura pelo IPEC em 2001 e 2003. Conta com mais de 10 anos de experiência na área de BioConstrução, Saneamento Ecológico, com ênfase em Permacultura e Sistemas Sustentáveis. Durante 7 anos no México (2005 a 2012) desenvolveu e implantou diversos projetos de bioconstruções, saneamento ecológico e permacultura de variadas abrangências (sociais, empresariais e principalmente educacionais). De volta ao Brasil, trouxe tecnologias, métodos e conceitos que absorveu durante este período no exterior. Atuou recentemente como servidor Celetista da Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz) no Projeto Observatório de Territórios Sustentáveis e Saudáveis da Bocaina onde é responsável técnico pelo projeto e implantação das obras de Saneamento Ecológico na Comunidade Caiçara da Praia do Sono, em Paraty, RJ. Ainda em Paraty, fundou a Urucum, empresa especializada em projetos de BioArquitetura e Licenciamento ambiental.
    Hoje é nosso especialista em desenvolvimento de projetos técnicos e faz parte da equipe residente de instrutores do Ecocentro IPEC.

  • -

    Samia Toledo Klink

    Samia Toledo Klink, 29 anos, mineira de nascimento, paulistana de registro, mas caiçara por ter sido criada nas entranhas da Mata Atlântica, à beira do mar e das cachoeiras de Paraty, RJ.

    Formada em psicologia com abordagem Familiar Sistêmica ao longo dos anos se aperfeiçoou em diferentes áreas da saúde como Equoterapia, Massoterapia e Naturologia, além de ter participado de diversos cursos com foco em Psicologia e Saúde. Atualmente se formou Cuidadora Integrativa pela Universidade Federal de São Paulo- UNIFESP o que dá uma visão de mundo integrativa entre Ser Humano, Saúde e Natureza para sua vida e sua atuação profissional.

    Trabalhou em diferentes áreas da Saúde, destacando-se pelo trabalho realizado em Equoterapia e também pela pesquisa desenvolvida sobre a Medicina Popular nas Comunidades Tradicionais de Paraty, com foco na Cultura Caiçara.
    Apaixonada pela natureza, por aventuras e principalmente pelos animais, Samia acredita ser ‘multifuncional’ e que tem a capacidade de fazer de tudo um pouco. Aprofundou seu contato com a Permacultura quando conheceu seu companheiro Tiago Ruprecht há 4 anos em Paraty.

    Em 2016 veio ao IPEC pela primeira vez fazer o curso Bioconstruíndo Cidades, onde teve a oportunidade de vivenciar a integração com a Natureza de maneira mais saudável e responsável, aqui conheceu possibilidades de deixar o mínimo de impacto, e estratégias de reduzir o consumo, e ter uma existência mais responsável de maneira colaborativa. Viveu na prática que Permacultura é sinônimo de Saúde, ela promove, mantém e restaura a saúde do meio ambiente e daqueles que dele fazem parte.
    Samia busca desenvolver pesquisas e produtos com fitoterápicos, alimentação orgânica, terapias integrativas complementares e medicina popular, pretende junto a outros empreendimentos e parcerias locais desenvolver produtos ecológicos de qualidade.